Real Aid.

Escorado em minuciosa análise sobre quantias, condições e fluxo do que é disponibilizado como auxílio contra a pobreza, o relatório intitulado Real Aid (“Auxílio Real”, em português), mostra as brechas através das quais boa parte do dinheiro “cedido” aos países pobres pelas nações ricas acaba sumindo no meio do caminho. Não é incomum, por exemplo, que os países do Norte condicionem às verbas que oferecem a aquisição de produtos e serviços de suas corporações, bem como ao trabalho superfaturado de técnicos estrangeiros. Medidas que, pelo cálculo dos responsáveis pelo estudo, comeriam nada mais, nada menos, que 25% de todo o dinheiro doado. “Atualmente, é absurdamente grande o auxílio guiado por motivos comerciais ou geopolíticos, não levando em conta esforços em defesa dos direitos das populações pobres”, lembram os autores do relatório, Patrick Watt e Romilly Greenhill.

– Dê uma lida no site original.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s