Aforismos.

68. “Eu fiz isso”, diz minha memória. “Eu não posso ter feito isso”, diz meu orgulho, e permanece inflexível. Por fim — a memória cede.

69. Fomos maus espectadores da vida, se não vimos também a mão que delicadamente — mata.

77. Com os mesmos princípios queremos tiranizar, justificar, honrar, insultar ou esconder nossos hábitos — dois homens com os mesmos princípios querem provavelmente algo profundamente diverso.

78. Quem se despreza, ainda preza a si mesmo como desprezador.

79. Uma coisa que se esclarece deixa de nos interessar. — Que queria dizer o deus que aconselhou: “Conhece-te a ti mesmo”? Isto significava talvez: “Deixa de interessar-te por ti! torna-te objetivo!” — E Sócrates? — E o “homem científico”? —

92. Quem já não se sacrificou alguma vez — pela própria reputação?

94. Maturidade do homem: significa reaver a seriedade que se tinha quando criança ao brincar.

98. Se treinamos nossa consciência, ela beija enquanto nos morde.

100. Para nós mesmos nos fazemos mais simples do que somos: assim descansamos do nosso próximo.

– nietzsche, Além do bem e do mal.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s