O pato que canta.

Mestre Bashô passeava com seu discípulo Hyakujo ao longo de um rio. Os dois avistam um pato à procura de comida… Perturbado, o pato alça vôo e mestre e discípulo o acompanham com os olhos. Bashô e o discípulo entreolharam-se em silêncio e, de súbito, bruscamente, o mestre beliscou o nariz do discípulo, que urrou de dor.

Disse Bashô então:

– Oh! Aqui está um pato que canta.

O discípulo tinha os olhos postos no pato, que voava.

Deves olhar para ti mesmo, queria dizer-lhe o mestre. Entretanto, não o disse, e o sentido dessa lição é muito interessante.

– taisen deshimaru, A tigela e o bastão.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s