Água pura, água suja.

Outra história da China antiga.

Certo imperador pergunta a Kyoyu:

– Sois um grandíssimo homem, e desejo entregar-vos a transmissão do meu império. Vós o aceitais?

Muito descontente, Kyoyu respondeu apenas:

– Essas palavras sujaram minhas orelhas.

E partiu para ir lavar as orelhas no rio mais próximo.

– Hoje — disse ele –, ouvi palavras sujas.

Seu amigo, que conduzia uma vaca, chegou à beira da água.

– Por que estás lavando as orelhas? — perguntou-lhe.

– Hoje estou muito descontente, o imperador quis fazer-me seu sucessor; ofereceu-me o seu império, e essas palavras sujaram minhas orelhas, de modo que preciso lavá-las.

Disse-lhe, então, o amigo:

– Eu queria que minha vaca bebesse dessa água límpida, mas ela está suja!…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s