Transparência, Brasil!

Nas eleições de 2006, empresas doaram R$ 100 milhões a parlamentares com ocorrências na Justiça e em Tribunais de Contas

Um total de 2,3 mil empresas repassou R$ 99,4 milhões a parlamentares que estão em exercício nas principais Casas Legislativas e que respondem a processos na Justiça ou sofreram sanções de Tribunais de Contas, de acordo com estudo que a Transparência Brasil divulga nesta quinta-feira (2 de setembro).

São estas as dez empresas que nas eleições de 2006 doaram os maiores montantes para deputados ou senadores com problemas na Justiça ou em Tribunais de Contas:

  1. JBS Friboi
  2. Caemi (empresa adquirida pela Vale em fins de 2006)
  3. Gerdau
  4. Instituto Brasileiro de Siderurgia (atualmente “Instituto Aço Brasil”)
  5. Schincariol
  6. Aracruz (empresa incorporada ao Grupo Votorantim em 2009)
  7. Construtora OAS
  8. Construtora Camargo Correa
  9. Bertin (empresa adquirida pelo JBS em 2009)
  10. Banco Itaú

O levantamento traz ainda a relação dos diretórios partidários que mais doaram a parlamentares com esse perfil, além das pessoas físicas que mais ajudaram a financiá-los. Para acessar o estudo, basta clicar aqui.

O relatório se baseia em informações retiradas do projeto Excelências (aqui), que reúne diversas famílias de informação a respeito dos parlamentares brasileiros.

Recebido via e-mail da ong Transparência Brasil.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s