Falar de imprensa neutra no Brasil é algo mais que uma piada de mau gosto. Temos a família Neves em Minas Gerais como exemplo (só para quem estiver disposto a pesquisar o assunto na internet, naturalmente). O caso da Maria Rita Kehl foi só outro exemplo, mais recente, do que os diretores dos jornais entendem como liberdade de imprensa. Qualquer desvio deve ser calado. Eu nunca vi uma imprensa ser tão livre para criticar governo como nesses últimos 8 anos. Também não vi a imprensa bater no FHC como bateu no Lula. Uma pena. Motivos não faltaram.

Nós não temos imprensa. A internet se tornou ponto-chave, como nunca, para buscar informação e debater as eleições. A cobertura da imprensa passou dos limites como não vejo desde as eleições de 1989. Essas eleições mostram o quanto nossa democracia ainda carrega o cheiro de nossas heranças. E quanta gente ainda estaria disposta a repetir a marcha da Família com Deus pela Liberdade.

Aliás, porque mesmo a gente não estuda o Chateaubriand nas nossas aulas de História?

Anúncios

Um comentário sobre “

  1. Pingback: Não dá. « cyrano disse, | Vivo Media Group

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s