As palavras fora do lugar.

Como não nasci nem cresci em mais de um país ao mesmo tempo, convém falar do Brasil. E digo que o Brasil é muito engraçado.

Brasileiro tem um significado todo peculiar para aquilo a que chamamos “politicamente correto”. Tudo que vai contra o senso comum, os hábitos enraizados, os lugares-comuns do nosso cotidiano, é taxado pejorativamente de “politicamente correto”. Se você perguntar porque todos os garçons desse restaurante são negros, falar da cara que aquela mulher fez para a outra (nordestina), que entrou na loja, ou do segurança que colou olho no negro que passava pela rua, você é um desses “chatos politicamente corretos”. Para evitar isso basta escolher o que dizer, como por exemplo defender o meio-ambiente, a redução dos impostos ou a liberdade de expressão.

Liberdade de expressão, aliás, significa alguém expressar opinião igual à sua. Não importa quão libertário, esclarecidário ou reacionário seja o brasileiro em questão, ele muito provavelmente vai querer te picar em pedacinhos se você disser a ele “eu discordo”. Portanto, muito cuidado.

Existe uma variante da liberdade de expressão propriamente brasileira, que é a censura. Censura no Brasil significa alguém expressar opinião diferente da sua. Sim, soa estranho, então vejamos um exemplo. Se tenho um jornal e questionam algo que publiquei, qualquer coisa, isso será censura. Se alguém no meu jornal escrever algo que eu não concordo, eu o demito. Se não posso demití-lo, chamo-o de ditador e digo que está promovendo censura.

Outro exemplo: se um conselho (nomeado, como era de se esperar, para dar conselhos) fizer o que foi nomeado para fazer, isto é, dar conselhos, ele não estará publicando conselhos, mas sim vetos, banições, Index à là inquisição, censura a obras e ordens de perseguição de autores. Isso, claro, se os conselhos publicados não estiverem de acordo com os meus (que não fui nomeado para esse conselho).

Complementando a censura e a liberdade de expressão, no Brasil toda opinião igual à sua é democrática, defende a liberdade de expressão e promove o debate. Caso contrário, deseja-se delicadamente que aqueles que a expressaram morram afogados.

Se entendi bem, isso tudo faz parte de uma outra coisa que, no Brasil, é chamada de Democracia. Mas essa palavra eu vou levar bem mais tempo para entender o que significa por aqui.

Anúncios

Um comentário sobre “As palavras fora do lugar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s